COVID-19 | Escola Secundária da Brava é Fechada ‘Pelo Vírus’

COVID-19 | Escola Secundária da Brava é Fechada ‘Pelo Vírus’

Depois de 15 dias do arranque das aulas, a Escola Secundária Eugénio Tavares, na ilha da Brava, fecha as portas, devido a testes positivos para o novo coronavírus. A confirmação é do Delegado do Ministério da Educação na ilha que diz que a escola tem um caso positivo confirmado em teste PCR. Ainda, a mesma autoridade local diz que há mais dois casos suspeitos que testaram positivos, em testes rápidos. Por isso, a Escola Secundária ficará fechada por dez dias.


O Delegado do Ministério da Educação afirma, ainda, que há mais casos suspeitos, cujos testes estão em curso, pelo que ainda não se tem uma ideia final sobre a possível cadeia de transmissão. Os testes não recaíram, exclusivamente, sobre a Secundária Eugénio Tavares, como também, abrangeram várias outras escolas da ilha. “Os casos suspeitos são enviados, hoje, ao Fogo e ficaremos a aguardar pela confirmação”, afirma o Delegado.

Esses casos têm reforçado as incertezas dos pais e encarregados de educação, que têm mostrado reservas em mandar os seus filhos e educandos para a escola, em decorrência das incertezas sobre a verdadeira situação sanitária que envolve os ambientes escolares, por sinal, muito frequentados por pessoas: alunos, professores, corpo não docente, entre outros.

A decisão de fechar a Secundária Eugénio Tavares, na Brava, é uma decisão conjunta da Delegação do Ministério da Saúde e a Delegacia de Saúde na Ilha.

A Covid-19 está em crescendo em Cabo Verde e as preocupações com a sua transmissão no seio das comunidades académicas do país são uma constante. A Secundária de Boa Vista fechou as portas ao segundo dia de aulas. Na Cidade da Praia, as escolas estão todas fechadas, excepto as Universidades, cujas aulas se iniciaram no passado dia 12, num misto entre sessões presenciais e à distância.