EVACUAÇÃO | Custará 2,6 M€ para Tratar Mais de 500 Doentes em Portugal

EVACUAÇÃO | Custará 2,6 M€ para Tratar Mais de 500 Doentes em Portugal

Segundo a previsão do Governo, para enviar mais de 500 doentes para tratamentos clínicos em Portugal que não existem no país, vai custar a Cabo Verde mais 2,6 milhões de euros em 2021.

 

A proposta de lei do Orçamento do Estado para 2021, apresentado pelo governo cabo-verdiano deverá abranger 516 doentes e 127 acompanhantes e a discussão no Parlamento começará nos próximos dias.

Para evacuar os pacientes para hospitais em Portugal, o governo irá assegurar “a gestão do serviço de evacuação externa para os doentes beneficiários do regime não contributivo, garantindo o pagamento dos subsídios e custos de transportes e bilhetes de passagens, e outras despesas relacionadas com as viagens, dos doentes evacuados e acompanhantes”, diz o documento apresentado pelo Governo.

Conforme a nota do Ministério de Saúde e da Segurança Social cabo-verdiano, de Janeiro deste ano, apenas no período entre 2016 e 2019, “foram concedidas 2.574 evacuações para Portugal”, uma média anual de 647, tendo como principais destinos de tratamento em unidades portuguesas as especialidades de oncologia, ortopedia, cardiologia, oftalmologia, neurologia, nefrologia, urologia e hematologia clínica.

Artur Correia, ex-diretor nacional de Saúde, teria dito que as autoridades de Cabo Verde já estiveram em Portugal a debater esta questão, tendo conseguido uma “abertura” para acelerar processos em situações de máxima urgência, mas que o país devia enviar cerca 300 de doentes por ano para tratamentos em Portugal.