UNICV | Estudantes Universitários Arrancam Ano Letivo com Precaução

UNICV | Estudantes Universitários Arrancam Ano Letivo com Precaução

A Universidade de Cabo Verde abriu as suas portas no dia 12 de Outubro para o novo ano letivo 2020/2021. Apesar do avanço do COVID-19 na capital, a maior universidade do país consentiu o arranque do ano letivo, com um número restrito de aulas presenciais e um aumento das aulas à distância.

 

 

O Jornal Arquipélago entrevistou quatro estudantes, dois do curso de Engenharia Eletrotécnica e duas do curso de Estudos Cabo-verdianos e Portugueses (ECVP). Todos mostraram ter enormes expetativas em relação ao ano iniciado, como, por exemplo, a vontade de terminar o curso, ter saúde e trabalho.

Carla Rocha e Ângela Coelho, duas estudantes do curso de ECVP, concordam que o arranque tem corrido bem e que algumas medidas têm sido respeitadas como o uso de máscara e a higienização das mãos. Entretanto, a medida de distanciamento social não tem sido respeitada.

Emanuel Borges explica que, apesar da pandemia e do susto das pessoas, o início das aulas está a decorrer normalmente. Por seu lado, Carlos Fernandes considera que a escola não está preparada para o novo ano e tudo o que ele implica, apontando a falta de álcoolgel e de outros produtos de higienização como uma das provas para a sua afirmação. E alerta ainda para a dificuldade que os alunos terão de assistir as aulas à distância por falta de acesso à internet.

Uma das entrevistadas mostrou a sua preocupação com a compreensão das aulas presenciais porque ela possui alguns problemas auditivos. Contudo, com a obrigatoriedade do uso das máscaras, ela tem enfrentado alguns problemas de compreensão nas aulas. Assim, sugeriu o uso de viseiras como solução para o seu problema e o de outros estudantes que são portadores da mesma condição.

Todos os entrevistados deixaram uma mensagem para os estudantes universitários:

Emanuel Borges exorta os estudantes “a respeitarem e a obedecerem a todas as regras impostas, tanto dentro como fora do ambiente académico”.

Carlos Fernandes encoraja “os alunos a estudarem e se esforçarem”.

Ângela Coelho aconselha os estudantes a aceitarem “o vírus com coragem e a serem fortes, lutando com todas as suas forças”.

E, Carla Rocha pede “mais responsabilidade por parte dos alunos no cumprimento das medidas”. E aconselha a não desistirem dos seus sonhos, apesar das dificuldades.

O novo ano letivo já começou. Não é um ano letivo igual a todos os outros e nem mesmo ao ano passado, já que, para 2019-2020, uma boa parte do caminho foi feito antes da chegada do novo coronavírus a Cabo Verde. Este novo ano letivo começa quando a pandemia está em crescendo. Na Boa Vista, a Escola Secundária fechou as portas ao segundo dia de aulas, quando se detetou que o vírus já circulava por entre os professores. Na ilha do Fogo, as sirenes já começaram a soar, com casos positivos entre alunos na Cidade de São Filipe.  O futuro ainda é incerto. Porém, os alunos estão cheios de coragem para mais um ano letivo que agora começa.