COVID-19 | EUA Com Mais Mortes Diárias do que o trágico Dia 11 de Setembro

COVID-19 | EUA Com Mais Mortes Diárias do que o trágico Dia 11 de Setembro

Os números de mortes causados pela COVID-19 nos EUA estão cada vez mais sombrios, com mais de três mil mortes num único dia, superior aos do "Dia D" ou do "11 de Setembro”, segundo adianta a Agência Noticiosa norte-americana AP. 

Segundo a mesma fonte, houve um milhão de novos casos no intervalo de cinco dias, colocando mais de 106 mil pessoas nos hospitais.

A crise nos EUA está a levar os centros médicos a uma situação de rutura, deixando funcionários e profissionais de saúde pública exaustos e atormentados, entre o choro e o pesadelo.

A pandemia do COVID-19 já causou mais de 290 mil mortos em todo o país, que teve mais de 15,5 milhões de infecções confirmadas.

Só nesta quarta-feira,  os Estados Unidos registaram 3.124 mil mortos, o maior total diário desde o início da pandemia, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Até à semana passada, o pico tinha sido de 2.603 mortes em 15 de abril, sendo a cidade de Nova Iorque o epicentro do surto no país.

O número de mortes na quarta-feira eclipsou as cifras de mortes de norte-americanos no "Dia D", da invasão da Normandia durante a Segunda Guerra Mundial: 2.500, entre cerca de 4.400 aliados mortos. E superou também o número de vítimas em 11 de setembro de 2001: 2.977.

Novos casos diários estão em alta, com mais de 209 mil em média. E o número de pessoas no hospital com COVID-19 bate recordes quase todos os dias.

PLS/Jornal Arquipélago