Emmanuel Macron Agradece Abdel Sissi pelo Apoio aos Franceses

 Emmanuel Macron Agradece Abdel Sissi pelo Apoio aos Franceses

O presidente francês Emmanuel Macron agradeceu o presidente egípcio Abdel Fatah Al-Sissi por ter mostrado o seu apoio a favor dos franceses, após a “campanha de ódio” que eles sofreram.

 

 

Emmanuel Macron afirma que a França e o Egipto estão unidos em construir um espaço de civilização aonde discursos de ódio não terão lugar.

A França tem sido alvo de manifestações, boicotes e discursos de ódio após o presidente deste país ter falado sobre a liberdade de expressão depois do assassinato de um professor em outubro.

Samuel Paty é o professor de história e geografia, que foi assassinado por um jovem de 18 anos de nacionalidade russa e ascendência chechena. Paty foi decapitado com arma branca por ter usado duas caricaturas de Maomé numa aula de Educação Cívica e Moral, ato que deixou o jovem e sua família revoltados.

Na ocasião, Macron realçou que a luta pela liberdade continuaria e que o professor morto seria o rosto dessa luta. Prometeu intensificar a repressão contra o extremismo islâmico.

Afirmações que geraram indignação por parte dos muçulmanos, e desde então os franceses, tem recebido vários discursos de ódio. Após todas estas situações o presidente egípcio pronunciou-se, afirmando que o país condena o ato, assim como condena qualquer ato terrorista. Disse ainda que as pessoas são livres para aceitarem e rejeitarem as religiões que quiserem.

Diz estar preocupado com as pessoas que não aceitam ou respeitam outros valores humanos.

CES/ Jornal Arquipélago