Joe Biden Está Mais Perto da Casa Branca

Joe Biden Está Mais Perto da Casa Branca
O candidato democrata às eleições presidenciais americanas de 2020 está mais perto da vitória, estando, neste momento, a seis delegados do número mágico (270 delegados), que o poderá levar à cadeira do poder numa das ‘casas’ mais poderosas do mundo: a Casa Branca. Donald Trump não se mostra satisfeito com os resultados e pretende adiar a possível festa democrata, abrindo uma guerra judicial contra a candidatura de Biden. Os republicanos já estão no terreno, pedindo a recontagem dos votos em alguns estados onde os resultados não lhes foram favorável.
 
As eleições norte-americanas já se encontram numa fase avançada do apuramento dos resultados finais. A contagem dos votos aponta para uma possível vitória de Joe Biden sobre Donald Trump. Tendo conseguido, ontem, importantes pontos na sua caminhada em direção à Casa Branca, quando foi declarado como vencedor no estado de Michigan, Joe Biden disse: “quando a contagem acabar, acredito que seremos vencedores”.
Todas as projecções dos últimos tempos apontaram para uma vitória de Joe Biden, mas Donald Trump sempre guardou a esperança de vir a surpreender, à última da hora, como fez com Hillary Clinton, nas presidenciais americanas de há quatro anos. No entanto, nestas eleições, parece que o vento não lhe está favorável, tendo já perdido importantes posições que lhe podem afastar da cadeira do poder, nos Estados Unidos da América. Neste momento, faltam apenas 6 delegados para que Joe Biden se eleja presidente e Donald Trump, não concordando com muita coisa, pede a recontagem de votos em alguns estados norte-americanos. Desde terça-feira, o dia das eleições, Donald Trump tem insistido que iria recorrer aos tribunais em caso de a vitória não lhe ser favorável. Também, teceu um conjunto de críticas ao processo eleitoral, apelidando-o de fraudulento. Chegou a fazer acusações de que houve casos em que se introduziu votos depois do fecho das urnas e, inclusive, a rede social Twitter chegou a descontinuar a exibição de algumas das suas mensagens ‘postadas’, por considerar que elas não tinham elementos factuais que as fundamentavam.
A romaria até à Casa Branca ainda só está no começo. Com Trump na corrida, a peregrinação promete ser longa. Trump dá mostras de não querer desprender do poder antes de queimar ‘o seu último cartucho’, na defesa do ‘seu direito’ de continuar mais um mandato à frente dos destinos dos norte-americanos.