Papa Francisco Lança Encíclica para ‘Falar ao Coração dos Homens’

Papa Francisco Lança Encíclica para ‘Falar ao Coração dos Homens’

O Papa Francisco acaba de lançar, neste sábado, a sua nova encíclica ‘Fratelli Tutti’ (Todos Irmãos), na cidade de Assis, na Itália. O documento versa sobre a fraternidade universal e a amizade social, mas, antes do seu lançamento, já se via envolto em polémica. O título causou ‘incómodo’ num certo setor da Igreja Católica, que o achou ‘machista’.

Com o documento, o Papa quis realçar o papel importante e modernizador de São Francisco dentro da Igreja, santo que, de resto, inspira o seu pontificado. O dia de São Francisco é celebrado hoje, a 04 de outubro.

Com foco na população católica mundial, a nova encíclica do Papa Francisco lança um olhar particular sobre os católicos que se encontram a braços com a pandemia provocada pelo novo coronavírus, chamando-os atenção para a necessidade de uma maior amizade e fraternidade entre pessoas de todo o mundo. Porém, o documento foi mal recebido por certos setores da igreja, mais concretamente pelas teólogas alemãs, que acusaram o Papa de ter nigligenciado mais de metade da comunidade católica, referindo-se às mulheres. É que o documento traz como título ‘Irmãos’, pelo que há aqueles que entendem que isso é um descaso para com as mulheres dentro da igreja. O título do documento será mantido em italiano para todas as línguas em que ele seja traduzido.

Para Andrea Tornielli, que assume a direção editorial do Vaticano, é um ‘absurdo’ tachar o documento papal de ‘machista’, uma vez que, tratando-se de uma encíclica com uma mensagem universal, procura falar ‘ao coração de todas as pessoas’, não havendo lugar para exclusão. Continua, dizendo ainda que a frase que consta no título do documento está nas ‘Admoestações de São Francisco’, pelo que o Papa Francisco não procedeu com alterações.

Encíclica ‘Fratelli Tutti’ é o terceiro documento do género produzido pelo Papa Francisco, natural da Argentina. O documento resulta de uma profunda reflexão do líder da Igreja Católica Mundial sobre a situação que o mundo enfrenta, assolado pela crise provocada pela ampliação das infeções pelo vírus que provoca a COVID-19. Numa situação de verdadeira emergência sanitária mundial, o Papa procura falar ‘ao coração dos humens’.