Governo Certifica 26 Empresas do Sal com ‘Selo de Segurança Sanitária’

Governo Certifica 26 Empresas do Sal com ‘Selo de Segurança Sanitária’

É a nova estratégia do Governo de Cabo Verde, como forma de, por um lado, atrair os investimentos e, por outro, incentivar as empresas nacionais a serem rigorosas no que diz respeito ao cumprimento das normas sanitárias, com vista a garantirem a segurança a todas as suas envolventes. Nesta senda, o governo de Ulisses Correia e Silva certifica 26 empresas salenses com selo de segurança sanitária. Sendo o turismo a principal atividade económica do país, o executivo pretende imprimir uma maior segurança no sector e, com isso, criar atratividade.

Ao todo, são 26 empresas ligadas ao domínio do turismo, a única indústria do país, que foi severamente ‘atacada’ pela pandemia do novo coronavírus. Receberam, do executivo, um ‘selo’ que espelha os seus esforços para se adaptarem aos novos tempos, tendo cumprido como o protocolo estabelecido para a operação empresarial neste tempo marcado pelo vírus SARS-COV-2.“É a confiança que está em causa. E é por causa disso que estamos a construir um conjunto de condições, normas sanitárias em curso, para a criação dessa confiança, de forma a prestarmos um serviço de maior excelência, e fazer com que as pessoas se sintam seguras quando chegam a Cabo Verde, desde a sua entrada até a sua saída”, afirma Ulisses Correia e Silva, Primeiro-Ministro, no ato de atribuição dos certificados.

O chefe do executivo salienta a iniciativa que tem como objetivo central uma aposta séria no binómio turismo e segurança. Daí que, por agora, o governo envida esforços para, junto com os operadores, criar todo um ecossistema de ‘turismo seguro’. Para Ulisses Correia e Silva, o governo procura estabelecer, neste momento, um compromisso com um ‘turismo seguro’, o que constitui uma nova etapa na vida económica de Cabo Verde.