Presidente do PAICV diz que Pedido de Demissão da Ministra Ocorreu Num Mau Momento

Presidente do PAICV diz que Pedido de Demissão da Ministra Ocorreu Num Mau Momento

A presidente do PAICV (Partido Africano de Independência de Cabo Verde), Janira Hopffer Almada, anunciou hoje na sua página de Facebook, que o pedido de demissão da ministra da Educação, Maritza Rosabal, ocorreu no “pior momento” , confirmando “falta de coragem” do primeiro-ministro em fazer uma remodelação.

Janira Hopffer Almada, afirma que levando em conta a importância dos dois setores e a aproximação da eleição, este pedido de demissão, a cerca de quatro meses para as eleições legislativas e no actual contexto, não poderia ter ocorrido num “pior momento”, levando em consideração a esses dois setores importantes.

A líder do PAICV ainda afirma a “falta de coragem” do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, em fazer uma remodelação governamental, “limitando-se a alargar o Governo e a aceitar pedidos de saída de membros do Governo, Ministro esse que, para além de já deter a tutela sobre outros sectores sensíveis e que carecem de uma dinâmica particular, como a Juventude e o Desporto”, criticou.

Por tudo isso, a presidente do PAICV concluiu que este pedido de demissão não poderia ter ocorrido “num momento pior”.

“O momento em que as famílias cabo-verdianas passam por sérias dificuldades, a Inclusão Social se revela, cada vez mais, como uma necessidade e a educação enfrenta sérios problemas, carecendo de reformas, com reivindicações dos docentes e enfrentando problemas de acesso, por parte de alunos, em que importa suprir as lacunas do último ano lectivo e decorrentes dos atrasos ocorridos neste novo ano lectivo”, finalizou.

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, confirmou no dia 04 a demissão do elenco governamental da ministra da Educação, Família e Inclusão Social, Maritza Rosabal.

“Por razões pessoais, a Dra. Maritza Rosabal pediu o fim das funções que vinha desempenhando no Governo, nos cargos de Ministra da Educação e Ministra da Família e Inclusão Social”, confirmou o chefe do Governo, através da sua página oficial no Facebook.

Ulisses Correia e Silva escreveu que foi uma “honra” ter a ministra, agora demissionária, no Governo, tendo reconhecido a “dedicação que a Maritza colocou ao serviço do País e a determinação na realização de importantes reformas no sistema educativo e na protecção social”.

DSM/Jornal Arquipélago