SANTA CRUZ | PAICV Apresenta Listas Autárquicas

SANTA CRUZ | PAICV Apresenta Listas Autárquicas

Os candidatos à Câmara Municipal e à Assembleia Municipal de Santa Cruz foram apresentados, esta sexta-feira, 2 de outubro. Para liderar as listas foram apresentados os nomes de Carlos Silva (Sueck) para a Câmara Municipal, e Gilson Cardoso (Gi de Tatá) para a Assembleia Municipal.

O acto de apresentação da candidatura do PAICV em Santa Cruz teve início por volta das 18 horas, com a animação e a atuação musical dos artistas locais e a apresentação do DJ Pensador. A lista é composta por um total de 48 candidatos, entre efectivos e suplentes, dos quais 34 são para a Assembleia Municipal de Santa Cruz  e 14 para a Câmara Municipal. As listas integram pessoas de diferentes localidades do concelho.

Marcaram presença no evento a presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, o candidato à presidência da Câmara Municipal de Santa Cruz, Carlos Silva, o candidato a presidente da Assembleia Municipal, Gilson Cardoso, e os restantes elementos das duas listas. Também, fizeram-se presentes os candidatos à Assembleia e à Câmara Municipal de Calheta de São Miguel, Carla Carvalho e João Carvalho, e os militantes do PAICV.

Gilson Cardoso, na sua intervenção, afirmou que Santa Cruz precisa de um bom piloto e que Sueck fica muito bem nesse papel, coadjuvado por um co-piloto, que é ele, Gi de Tatá. “Apesar de três anos sem chuva e com um fim de mandato num clima de pandemia de Covid-19, a Câmara Municipal de Santa Cruz, em parceria com Assembleia Municipal, realizou e aprovou grandes projectos”, salienta Gilson Cardoso, acrescentando: “não estou aqui para prometer hospitais, mas sim para assumir compromisso com o povo de Santa Cruz. Estou disponível, enquanto presidente da Assembleia Municipal de Santa Cruz, para criar todas as condições e aprovar todos os instrumentos de gestão para que Sueck continue a realizar as obras para a comunidade” .

Gilson Cardoso disse, ainda, que a sua missão é fiscalizar e dar Carlos Silva orientações para que, juntos, continuem a trabalhar para Santa Cruz e não para agradar partidos políticos.

Por sua vez, Carlos Silva (Sueck), defendeu que o seu concelho exporta e produz, pelo que não pode ser considerado o município mais pobre de Cabo Verde, justificando que, nos anos 90, o partido que liderou a Câmara Municipal destruiu todo o potencial económico de Santa Cruz e que quando os danos são grandes é preciso tempo para poder reparar. Acrescenta, ainda, que, só no concelho de Santa Cruz, há duas barragens, afirmando que o PAICV tem vocação e sensibilidade muito forte para a agricultura.

 Para garantir o emprego e o rendimento, Carlos Silva afirma, ainda, que vai ser reabilitada a empresa Justinho Lopes, que garante mais de 500 postos de trabalho, a construção de estradas e de uma via rápida de Santa Cruz até à Cidade da Praia, a construção de cais de pesca, a instalação de uma central de compras, com mercado abastecedor, um parque industrial e um pavilhão para a feira de banana.  Defende ainda que a aposta será na qualificação, na capacitação e na formação dos munícipes, passando a gestão do IEFP de Santa Cruz para a gestão da Câmara Municipal, entre outros propostas que diz ter submetido ao governo.

O evento foi presidido pela presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada.

Recorde-se que as eleições autárquicas acontecem no próximo dia 25 de Outubro, contando com um conjunto de candidatos, entre partidários e independentes, que se perfilam para assumir o comando das 22 Câmaras e 22 Assembleias Municipais do país. Tratam-se de eleições que mais número de candidatos movimentam em Cabo Verde.


NPP / Jornal Arquipélago